07 Erros fatais que pequenas empresas cometem no Facebook - Agência V-Control. Ligue (11) 23568151

07 Erros fatais que pequenas empresas cometem no Facebook

Quem Somos

Segundo dados do SocialBakers, o Brasil é hoje o segundo país com mais usuários no Facebook. Todos os meses mais de 65 milhões de brasileiros passam 8 horas por mês navegando nas timelines e perfis da rede social, de acordo com uma pesquisa da comScore.

A maior parte das pequenas empresas já percebeu a vantagem de estar na rede e mostrar sua marca. Para isso, é preciso seguir algumas regras que podem ajudar a melhorar a imagem do seu negócio e atrair novos clientes como por exemplo construir um relacionamento entre marca e cliente alem de seu conteúdo ser relevante para o consumidor.

Sua atuação na rede, no entanto, precisa ser planejada e ter procedimentos para trazer resultados.

A rede social faz parte do portfólio de comunicação da empresa, mas precisa ter uma linguagem específica para o meio, respeitando os anseios das pessoas que estão ali. Veja sete erros fatais que seu negócio deve evitar no Facebook.

1. Não planejar

Segundo os especialistas, o primeiro erro é entrar nas redes sociais sem o mínimo planejamento.

Em uma empresa com estrutura menor, a tendência é alguém de dentro fazer e não conseguir colocar as informação de forma precisa, nem definir uma linguagem adequada.

Faça um planejamento do que espera da rede, como pretende atuar e como vai responder reclamações.

2. Confundir perfil com página

Um erro bastante comum entre as pequenas empresas é criar um perfil e não uma página para a empresa.

A diferença básica é que os perfis são voltados para pessoas e as páginas têm características especiais para negócios.

Para fazer sua página, há um passo a passo dado pelo próprio site que ajuda a aproveitar melhor as funcionalidades. Você precisa escolher uma categoria e um nome, além de inserir o logotipo ou outra imagem como foto principal. É nesta etapa também que o empresário inclui suas informações de contato.

3. Só anunciar promoções

Um ponto crucial na atuação no Facebook é conteúdo. Para criar um relacionamento, os especialsitas concordam que informação relevante é essencial.

Conteúdo tem que ser relevante para o consumidor. Foto ou vídeo geram mais empatia. Se for lúdico, rendem mais likes e compartilhamentos é preciso fugir da tentação de só postar promoções ou produtos.

Exemplo.: Para cada 5 posts de conteúdo, você faz 1 do produto.

A ideia é sempre sugerir e dar dicas, mas sem ser cansativo. Não pode simplesmente falar do produto, mas de assuntos e temas que envolvam o consumidor, para trazer novos usuários, que sugere uma média de quatro posts por dia isso evita uma grande taxa de rejeição, que jogaria todo o trabalho fora.

4. Não se preocupar com a aparência

Apesar do modelo padrão de página, o Facebook permite personalizações, como a foto de capa, que fica no topo falta de padrão visual é um erro. Procure manter a identidade visual de sua página igual ao do website da sua empresa, outra dica é usar estas ferramentas para incentivar a participação do usuário.

5. Não responder rapidamente

Como um canal de comunicação com a empresa, o Facebook se torna inevitavelmente um local de comentários e reclamações. A diferença entre a rede social e um SAC é o tempo de resposta esperado pelo cliente.

Tem que ser bastante rápido na solução de problemas, porque rapidamente uma mensagem mal respondida pode se espalhar. O imediatismo na resposta, pelo menos com um posicionamento inicial, é importante.

6. Desrespeitar os clientes

A maior parte dos empresários não ofenderia pessoalmente um cliente porque ele reclamou de um produto. O mesmo deveria valer para a internet. Tudo nas redes sociais se multiplica com muita velocidade e algumas empresas já puderam sentir a reação dos usuários quando destratam ou ofendem um consumidor.

O melhor procedimento para o caso de reclamações na página é pedir desculpas pelo erro, propor uma solução e esclarecer publicamente o que aconteceu. Não delete a mensagem ou tente discutir o assunto na própria página.

7. Abandonar a página

Outro problema é criar a página e deixá-la desatualizada. Se tem presença na rede, deve mantê-la ativa e viva. Muitas empresas simplesmente criam o canal com a configuração inicial e depois abandonam. Para manter esse canal eficiente, é importante desenvolver conteúdo e promoção.

Além disso, há o risco de não responder as reclamações e isso dar a impressão de que a empresa não dá importância aos clientes.

Fonte: Exame.com

07 Erros fatais que pequenas empresas cometem no Facebook